Resumo de Leituras [Setembro 2020]

Elevação – Stephen King

Wook.pt - Elevação

Livro na Wook

Em Elevação conhecemos Scott, um quarentão divorciado, que vive sozinho com o seu gato e acaba de conseguir um óptimo emprego. Podia ser uma vida perfeitamente normal, não fosse um facto inusitado: Scott está a perder peso rapidamente, sem fazer nada para isso e sem parar de comer “como uma besta”. Pior: o peso de Scott não para de baixar, mas o seu corpo não muda. Ele bem que pode ter 50 quilos, que continua a parecer um homem com 130! Scott não vê realmente isto como um problema. Na verdade, ele sente-se melhor que nunca: com mais energia, mais positivo e mais capaz. Mas sabe que não é uma situação normal, e é isso que o leva ao encontro do seu médico reformado, Bob e da mulher dele, Myra. Depois, decide tentar ajudar as suas vizinhas lésbicas, e acaba por ser mais útil do que supunha. Mas o seu problema continua lá… Elevação é um livro curto, uma espécie de novela (género literário) que se lê em menos de nada. Sendo o King, admito que esperava boas reviravoltas e umas surpresas agradáveis, mas tal não acontece aqui. Esta é uma história que segue um fio condutor e não se desvia dele. Não há realmente momentos surpreendentes, mas terminamos a leitura com uma sensação de satisfação, de dever cumprido e de história bem finalizada. Estranhamente bem finalizada, mas bem finalizada. É uma história inusitada, como King já nos habituou e bem escrita e contextualizada. Gostei muito, mas está longe de ser um dos meus livros preferidos dele. Livro recomendado! 3*

Princesa Laranjada – Pedro Sena-Lino

Wook.pt - Princesa Laranjada

Livro na Wook

Princesa Laranja é uma adaptação do conto tradicional As Três Cidras do amor. Aqui, dentro da laranja havia uma princesa, uma princesa tão bonita e especial que o príncipe ficou logo ali apaixonado. Mas então aparece Megera, que de novo amaldiçoa a princesa e convence o príncipe de que foi por ela que ele se apaixonou. Irá a verdadeira princesa conseguir revelar a verdade? Se há coisa que eu adoro nas histórias infantis é quando elas são escritas em rima. Esta história é pura poesia e a história em si é simplesmente linda e maravilhosa. Fiquei, admito, apaixonada por este livro. Era o género de livros que eu adorava em criança. Bem construído, com um bom enredo e, claro, o bem vence o mal. Lindo, lindo, lindo. Obra recomendada pelo plano nacional de leitura para o 4º ano de escolaridade, destinado a leitura autónoma. Muito recomendado!

O Azul é uma Cor Quente – Julie Maroh

Wook.pt - O Azul é uma Cor Quente

Livro na Wook

O Azul é uma Cor Quente é um livro de banda desenhada que já foi publicado em mais de 15 línguas e que nos conta a história de Emma e Cleméntine. Cleméntine tem 15 anos quando um dia se cruza na rua com uma rapariga de cabelo azul, Emma. É amor à primeira vista. Mas isso vai mudar completamente a vida de Cleméntine. Afinal, Emma é uma mulher e ela também…
O Azul é uma Cor Quente é um livro de uma sensibilidade extraordinária, tocante, maravilhoso, doce e…triste. É um livro sobre a força e o poder do amor, nas suas diferentes formas e sobre as dificuldades que muitas vezes ele enfrenta. É um livro sobre aceitação, sobre auto-aceitação e sobre saber respeitar o outro. Há uns anos tentei ver o filme e devo admitir que o achei extremamente parado. Mas o livro não é assim, agarra-nos, vicia-nos, envolve-nos. Eu tenho dito várias vezes aqui pelo blog que não sou grande fã de banda desenhada. É possível, digo eu agora, que este tenha sido o livro que me convenceu do contrário. Entrou diretamente para a minha lista de preferidos e consegui realmente ver uma outra dimensão neste livro. A forma como as imagens contam a história que as palavras não contam. Acontece muito com livros infantis, e provavelmente também é comum com as Bd’s, mas admito que nunca me tinha atingido tanto como nesta obra. As imagens sem texto e a maneira como determinada cor é ou não usada numas partes e noutras não mas toda a diferença nesta história. São sentimentos. Um livro maravilhoso! 5* Imensamente recomendado!

Obrigado a Todos – Isabel Minhós Martins e Bernardo P. Carvalho

Wook.pt - Obrigado a Todos!

Livro na Wook

O rapaz desta história tem muito a agradecer a todos, afinal, todos lhe ensinaram alguma coisa importante na sua curta vida. Mas nem sempre há tempo para agradecer. Então, ele decidi não perder nem mais um minuto e começa a agradecer. Obrigado a Todos é um livro muito doce, que não tem uma história como a costumamos ver, mas que nos conta a vida deste rapaz através dos seus agradecimentos. É um livro magnífico sobre a importância da gratidão e de a mostrarmos aos outros. Livro recomendado!

A Bailarina de Auschwitz – Edith Eger

Wook.pt - A Bailarina de Auschwitz

Livro na Wook

Este livro é sobre a passagem de Edith e Magda, a sua irmã, por Auschwitz, mas não só. É sobre a forma como quem passa por isso nunca fica totalmente curado, sobre o preconceito sofrido mesmo após a guerra, sobre ter de continuar a fugir. A recuperação física das irmãs durou meses, mas durante toda a sua vida Edith tem tentado superar e perdoar o que passou. É um livro que está bem escrito, que conta muito em poucas páginas, que pretende ser uma lição de vida e consegue. É um livro tão bem escrito que ainda consegue surpreender-nos no final e deixar-nos de coração ainda mais apertado. É um livro sobre perdão, apesar de todos os anos que Edith levou a perdoar realmente. E é um livro sobre sofrimento, não o sofrimento especifico de um prisioneiro de Auschwitz mas o sofrimento no geral. Segundo Edith, não existe uma escala de dor, nenhum sofrimento vale mais que outro. É um livro muito bonito, e claramente escrito por alguém que sabe do que fala e que sabe explicar o que quer explicar. Maravilhoso! Livro 5*, recomendado!

Lugares Escuros – Gillian Flynn

Wook.pt - Lugares Escuros

Livro na Wook

Em Lugares Escuros conhecemos Libby, uma mulher que perdeu toda a sua família, vitima de um brutal assassinato, quando tinha apenas sete anos. Os únicos sobreviventes além dela são o pai, que nunca foi propriamente um pai e o irmão, Ben, em prisão perpétua por ter sido acusado de cometer os crimes. Libby é uma mulher com um grande trauma, que não consegue ter uma vida normal de uma pessoa adulta. O seu testemunho foi o factor essencial para o irmão ser preso, mas será que ela tem mesmo a certeza de ter visto o que disse que viu? Eu li o Em Parte Incerta, da mesma autora (podem ler a opinião aqui) e adorei. As expectativas para este livro eram, portanto, muitas. E realmente este é um livro muito bom. Quando dei por isso já ia na página 300. É uma leitura que voa e nem damos bem conta de ter virado a página. É empolgante, sem dúvida nenhuma. A história está bem escrita, as personagens estão bem criadas. Algumas, tem uma maldade dentro de si mesmas que nos deixa um pouco de pé atrás, mas isso até se supera. Adorei, no entanto não foi uma leitura que me tenha marcado. Ainda hoje me lembro da história e das personagens do Em Parte Incerta, que li em Setembro de 2018, mas tenho quase a certeza que daqui a dois meses já não me vou conseguir lembrar desta história. Notei também a existência de pontas soltas. São poucas e pouco relevantes, mas quando se trata de histórias de crimes e assassinatos elas sobressaem. Ainda assim, recomendo. É uma excelente e empolgante leitura! 3*

O Snorkly «Assustador» – Paul Bright e Jane Chapman

Wook.pt - O Snorkly Assustador

Livro na Wook

O Snorkly é um Snorkly assustador mas ele precisa chegar a casa antes de anoitecer senão alguma coisa acontece. O problema é que também é um Snorkly distraído e com fome. Por isso no caminho pára várias vezes, sempre que encontra algum animal mais pequeno, só para o assustador e o meter nos seus bolsos, para o poder comer quando chegar a casa. O problema é que com tantas distracções, o Snorkly não consegue chegar a casa antes de anoitecer… O Snorkly «Assustador» é um livro muito engraçado e com uma reviravolta bem merecida para esta personagem que afinal não é assim tão assustadora. Livro recomendado!

O Monte dos Vendavais – Emily Brontë

Wook.pt - O Monte dos Vendavais

Livro na Wook

Em O Monte dos Vendavais conhecemos a história de Heathcliff e Catherine e das suas famílias. Encontrado abandonado pelo pai de Catherine quando ainda era uma criança Heathcliff é levado para a casa da família e lá é criado, mas nunca chega a ser tratado realmente como um dos seus membros. Ostracizado por Hindley, irmão de Catherine, tratado muitas vezes como um empregado, o verdadeiro pesadelo de Heathcliff começa quando a família de Catherine conhece a família de Linton, que logo se apaixona por ela. Eu já tinha lido várias opiniões sobre este livro e, por isso, não posso dizer que não conhecesse a história. Ainda assim, fiquei imensamente surpreendida. Sabia que ia ser um livro um tanto ou quanto mórbido, com uma história dramática e fora do comum. Mas superou em muito todas as minhas expectativas. Se no início me senti tentada a simpatizar com Heathcliff, a verdade é que a partir de determinado momento ele se transformou numa das personagens literárias mais odiosas que já conheci. Se teve razões para se tornar numa pessoa amarga e vingativa? Sim. Mas podia perfeitamente não o ter feito. E a falta de escrúpulos que ele alcança foi algo que me impressionou bastante. Muito se fala, quando se fala nesta obra, do momento em que ele pede ao coveiro para partir um dos lados do caixão de Catherine e um dos lados do seu, quando ele morrer, para poderem ficar lado a lado. Soa horrível mas a verdade é que para mim isso esteve muito longe de ser a pior coisa que ele fez. Não posso dizer que não tenha gostado desta leitura. Adorei, para dizer a verdade. A história é inebriante, a leitura é corrida, as sensações que nos dá são intensas. Mas percebo perfeitamente que esta não é uma obra capaz de agradar a qualquer pessoa. É uma obra pesada, quase surreal. Não existe mundo nesta história além daquele que esta dentro de uma daquelas duas casas, ou no caminho entre elas. Não existe uma normalidade e há coisas que nunca chegamos a saber. Afinal, como foi que Heathcliff enriqueceu? Por onde andou? Tentei criar empatia com Heathcliff, tentei compreender a primeira Catherine e, mais tarde, fiz as mesmas tentativas com as personagens que os seguem. De pouco adiantou. Heathcliff transformou-se oficialmente na personagem literária que eu mais detesto, se é que podemos detestar assim alguém que não existe realmente. E, apesar de tudo isto, este transformou-se estranhamente num dos meus livros preferidos. Tenho para mim que não é qualquer livro que nos causa sensações tão intensas. Livro recomendado! Ou talvez não… 5*

Um Leão nos Meus Cereais – Michelle Robinson e Jim Field

Wook.pt - Um Leão nos Meus Cereais

Livro na Wook

O Bernardo e o Henrique são dois irmãos que querem muito ganhar o leão que a marca dos cereais que comem vai oferecer. Então, gastam toda a sua mesada de um ano inteiro para comprar caixas de cereais e coleccionar os cupões. A mãe fica tão zangada que os faz comer cereais ao pequeno-almoço, almoço e jantar. Mas quando finalmente acabam de recortar os cupões, os senhores dos cereais já não têm mais leões, porque todos os outros meninos e meninas já pediram primeiro. Então, enviam um urso aos dois irmãos. Mas o urso não era bem o que queriam, por isso enviam um crocodilo. Mas como também não era isso, dão-lhes depois um gorila. Por fim, oferecem-lhes um fornecimento ilimitado de cereais. Os dois irmãos ainda não têm o leão que queriam mas…será assim tão mau? Um leão nos meus cereais é uma história sem grandes liçõe sou ambições de ensinar algo, mas uma história muito divertida que promete entreter os pequenos leitores por um tempo. É um livro que vale bem a pena! Livro recomendado pelo plano nacional de leitura para a Educação Pré-Escolar. Recomendado!

As Virgens Suicidas – Jeffrey Eugenides

Wook.pt - As Virgens Suicidas

Livro na Wook

As virgens suicidas conta-nos a história das cinco irmãs Lisbon:  Therese de 17 anos, Mary de dezasseis anos, Bonnie de quinze anos, Lux de catorze anos e Cecília de treze anos. Sabemos, desde o início do livro, que todas elas se suicidaram e isso é um facto consumado. Nesta história não há reviravoltas surpreendentes nem finais inesperados, apenas uma história que vamos conhecendo aos poucos mas de que já conhecemos o final. Para quem gosta de finais felizes, este não é o livro indicado. Diz, algures no livro, que “as irmãs Lisbon banalizaram o suicídio”. Eu diria que este é sem dúvida um livro que trata o suicídio por tu e isso pode ser chocante em várias alturas. Eu fiquei bastante impressionada mas tenho de admitir que adorei a história. Esta é uma história dura e crua, rude, com arestas cortantes mas que ainda assim esconde alguma ternura lá no meio. Nunca chegamos realmente a saber os motivos daqueles suicídios, ou talvez os saibamos sem saber realmente que o são. Eu não acho que este seja um livro para ser lido por qualquer pessoa. Acho que é um livro sobre um tema difícil e sensível, e que corre o risco de o banalizar. É uma história bastante trágica e é preciso ter um estômago forte para a ler. E é também um livro extremamente bem escrito. Estas irmãs têm um mundo próprio, só seu, onde ninguém consegue entrar e é impossível não nos apaixonarmos por pelo menos uma delas. É um livro sobre crescimento, sobre amadurecimento e sobre uma maneira bastante torta de descobrirmos quem somos. Existe também o filme, de 1999, que vi já há alguns anos, e que é bastante fiel ao livro. No fim, ficam-nos muitos Ses. Será que se tudo fosse diferente o fim teria sido igual? Livro recomendado, mas com cautela. 5*

Para Onde Vamos Quando Desaparecemos
Isabel Minhós Martins e Madalena Matoso

Wook.pt - Para Onde Vamos Quando Desaparecemos?

Livro na Wook

Para onde vamos quando desaparecemos? Ao certo ao certo, ninguém sabe. Mas mais tarde ou mais cedo, tudo desaparece! As nuvens, as folhas, as meias, as férias, até as pedras desaparecem! E para onde vão? É aí que está o mistério! Para onde vamos quando desaparecemos? é um livro tocante e, ainda assim, leve, para falar sobre a perda com as crianças. É uma forma de nos lembrarmos e de lhes ensinar que, afinal, desaparecer não é assim tão raro. Tudo desaparece um dia, tudo tem início e fim. É um livro cheio de poesia, mesmo não sendo um livro de poesia. Belo, muito bela. Obra recomendada pelo plano nacional de leitura para o 4º ano de escolaridade, destinado a leitura orientada. Muito bom! Recomendado!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s