Inquieta – Susana Amaro Velho

Livro Físico

“Amor é amor, porra! É de todas as cores. E nele cabe tudo. O sofrimento, a angústia, o medo, o desespero, a perda de razão. Nele cabe o contentamento com o toque. Cabe a verdade. Cabe a paixão assolapada e o companheirismo na velhica. Cabe o embalo do bebé e a sopa que se dá ao pai acamado. Amor é amor. Não existem tipos de amor. Mas existem escalas, isso sim… podemos construir uma espécie de pirâmide e definir quem está no topo, ou nas bases, aprender a priorizar certas pessoas e relegar outras para segundo plano, mesmo que as amemos”

Susana Amaro Velho

Susana Amaro Velho é uma autora portuguesa licenciada em Jornalismo e Solicitadoria que trabalha na área do crédito.

Eu, e admito isto como um defeito, não tenho por hábito ler livros de autores portugueses menos conhecidos. Entretanto, e apesar de nunca antes ter ouvido falar de Susana Amaro Velho, este livro chamou-me a atenção nas novidades da wook. Não sei se foi a capa (que acho linda), se foi a sinopse, ou se foi pelo facto de a autora ser portuguesa… o certo é que assim que o vi soube que tinha que o ler.

Não foi o que eu esperava e não digo isto de forma negativa. Surpreendeu-me, muito, e deixou-me a pensar. É um daqueles livros que nos deixa a pensar.

Aqui conhecemos Julieta. Julieta tem o casamento perfeito, um emprego que adora e uma melhor amiga espectacular. Alguns diriam que tem uma vida perfeita. Mas no início da obra Julieta encontra-se à beira de saltar de uma ponte…

É um livro que fala de amor e de obsessão. De passado e presente e da forma como o que nos aconteceu lá atrás, no passado, nos molda ainda hoje. Este é um tema que me diz muito, mas que eu não considero fácil: a forma como o nosso passado afecta o nosso presente.

Este livro fala disso e fala de uma forma brilhante. Julieta é, várias vezes ao longo da história, uma personagem capaz de irritar os leitores. Ela não segue em frente! Ela está de tal forma agarrada ao passado que não aproveita o presente! Ao mesmo tempo, conseguimos compreendê-la, pelo menos até certa medida…

Mas depois vem o resto. Vem o fim do livro, vem a surpresa final e vem o tema central, que esteve sempre lá mas não totalmente a descoberto. Estava lá, mas o leitor podia ou não vê-lo. A doença mental.

Um livro brilhante, muito bem escrito e uma leitura que agarra afincadamente o leitor. Muito, muito recomendado! Uma autora a manter debaixo de olho 😉

5*

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s