Livraria às Cegas

20200421_112805.jpg

Várias livrarias independentes de todo o país reuniram-se recentemente e fundaram a associação RELI, num esforço comum de entreajuda para enfrentarem a crise que já se está a instalar no mercado livreiro. A iniciativa Livraria às Cegas, de que vos vou falar hoje, foi criada exactamente por essa rede de livrarias.

Na Livraria às Cegas o leitor é “convidado” a escolher um livreiro e comprar-lhe um livro sem saber que livro é. Basicamente, basta contactar a livraria escolhida, definir o valor que quer gastar e pagar, preencher o questionário que eles nos enviam de forma a conhecerem as nossas preferências literárias, e aguardar pacificamente que o livro chegue às nossas mãos.

As vantagens? Eu, pessoalmente, adoro o factor surpresa. Depois, é uma excelente iniciativa para quem quer conhecer novos livros ou autores, em que possivelmente até nunca ia pegar se não fosse desta forma. Para além disso ainda estão a ajudar uma livraria independente!

Desvantagens? Corre, claro, o risco de lhe calhar um livro que já leu ou de que não gosta, e não são possíveis trocas.

Eu resolvi arriscar. Preenchi o questionário e, na questão “Que livro salvava da tempestade?” escolhi os Contos do Miguel Torga. Refiro essa porque acho sinceramente que foi nela que se basearam para o livro escolhi.

20200421_175354.jpg

O livro que me calhou “em sorte” foi o Nos Mares do Fim do Mundo de Bernardo Santareno.

Sinceramente, eu já tinha este livro (nesta edição do público) mas ainda não o tinha lido. Isso quase podia ter estragado tudo, mas a verdade é que a edição da E-Primatur que a livraria me entregou me conquistou à primeira vista. É linda, cheia de fotografias e com um grafismo muito melhor. Por isso o máximo que vai acontecer é eu acabar por dar ou sortear a edição que já tinha.

Agora, vocês perguntam se a livraria acertou na escolha?! Acertou sim, totalmente. Só ainda li pouco mais de 20 páginas, mas estou a adorar. Como Miguel Torga é para a terra, Bernardo Santareno é para o mar. Um livro tocante e verdadeiro, pelo qual me apaixonei logo nas primeiras páginas. Mas saberão mais sobre ele brevemente, quando sair a opinião aqui no blog.

Em conclusão, adorei esta iniciativa e quem sabe se não irei arriscar novamente se ela estiver para durar. Recomendo a todos os que gostem de “ler fora da caixa”. Vale muito a pena!

Link da iniciativa: https://www.reli.pt/livraria-as-cegas/

2 comments

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s