Ratos e Homens – John Steinbeck

Wook.pt - Ratos e Homens

Livro Físico

“-Há quatro anos que perdi a mão. Não falta muito para eles me mandarem embora daqui. Logo que virem que não sirvo para varrer, deixam-me sem trabalho. Se eu der o dinheiro, decerto vocês deixam-me trabalhar na horta, mesmo quando eu já não puder mexer-me de velho. Vou lavar os pratos, cuidar das galinhas e fazer outros trabalhos leves. Mas estarei na nossa casa e poderei trabalhar na nossa terra. – Acrescentou, lastimosamente: – Viram o que fizeram com o meu cão? Dizem que não servia para nada. Quando me mandarem embora, eu queria que alguém me metesse uma bala no corpo.”

John Steinbeck - Portal da Literatura
John Steinbeck

John Steinbeck nasceu a 27 de fevereiro de 1902 na Califórnia e faleceu a 20 de dezembro de 1968 em Nova Iorque. Foi o vencedor do Prémio Nobel de Literatura em 1962, sendo as suas obras mais conhecidas As vinhas da ira e A leste do paraíso.

George e Lennie são trabalhadores do campo, que viajam de herdade para herdade sem nunca alcançarem nada de seu. O seu sonho é um dia conseguirem juntar dinheiro suficiente para comprar um pequeno terreno, onde possam ter as suas próprias colheitas e animais e ser os seus próprios patrões. George sabe o que é preciso fazer e sabe como ensinar Lennie a fazê-lo. Mas Lennie tem um problema. Na verdade, ele tem uma clara deficiência mental, que aliada à sua extraordinária força fisíca tem tendência para metê-los (a ambos) em problemas. Irão os dois amigos alguma vez conseguir realizar o seu sonho?

Há muita coisa que define um bom escritor. Ter uma boa história é uma. Escrever bem, é outra. Um bom tema, um bom desenvolvimento…

A verdade é que há muitos bons escritores. Mas poucos conseguem realmente fazer o que Steinbeck faz neste livro. É uma obra que não passa de uma curta novela, com pouco mais de 100 páginas. Nunca pensei, quando comecei a lê-lo, que chegasse a este nível. Muitos, teriam de escrever 500 páginas para conseguir algo assim. Ele não.

Ratos e homens é uma história dura, sobre a vida dura dos trabalhadores durante a Grande Depressão. É um livro que se devora, uma leitura fluída mas muito pesada, uma daquelas histórias que deixa o leitor com o estômago revirado. O final é algo que nos choca, nos incapacita, nos aniquila. Relembra-nos a fragilidade da condição humana, fala-nos de boas e más decisões, de ter ou não a possibilidade de mudar o nosso destino. É uma dor sem igual, um livro que nos faz sofrer. Por um momento temos esperança. Depois, acabou-se.

Impressionante, marcante, brilhante. Muito recomendado!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s