Resumo de Leituras (e releituras) [Março 2021]

O Grande Gatsby – F. Scott Fitzgerald

Wook.pt - O Grande Gatsby

Livro Físico

Em O Grande Gatsby acompanhamos Nick, o narrador desta história, quando ele parte para outro lugar para estudar. Lá conhece muitas pessoas, entre elas Tom e Daisy e, claro, Gatsby. Escrito em 1925 este é um livro que reflecte a realidade da época e nos mostra os conhecidos loucos anos 20. A escrita de Fitzgerald não nos marca logo no início mas quando terminamos a leitura percebemos que foi bastante impressionante. A história, que aqui e ali ao longo da leitura nos soa a história de amor, fica na verdade muito longe disso. Percebemos que afinal ninguém amava verdadeiramente ninguém ali. Não é um livro sobre amor, é um livro sobre luxo, dinheiro, materialismo. É um livro sobre a condição humana, a insignificância humana, sobre egoísmo, maldade, interesse. Não é uma leitura pesada, mas deixa-nos um peso no peito quando termina. Tudo aquilo… para quê? Este é um livro que fica a remoer-nos no fim. É um dos grandes clássicos da literatura e percebe-se perfeitamente porquê. É um livro capaz de mudar vidas, capaz de nos pôr a pensar, capaz de nos fazer sentir culpados por sermos assim… humanos. Admito que não é o meu tema preferido, mas sem dúvida foi uma leitura que me marcou. Incrível, impactante, agoniante. Um verdadeiro e excelente clássico da literatura. Recomendado! 5*

A Cantora Deitada – Sandro William Junqueira

Wook.pt - A Cantora Deitada

Livro Físico

Um dia, Alice saiu de casa sem meias nos sapatos e foi para o meio da rua, onde se deitou no chão. Muitos reclamaram, buzinaram e abanaram as cabeças. Até que Alice começou a cantar, porque Alice só cantava deitada… Um livro bonito, sobre uma canção que se parte e que voa e sobre o poder daquilo que se faz e sobre a opinião dos outros. Diferente, interessante, carismático. Recomendado. Também recomendado pelo Plano Nacional de Leitura para crianças dos 9 aos 11 anos.

Menino, Menina – Joana Estrela

Wook.pt - Menino, Menina

Livro Físico

É menina ou menino? Rapaz ou rapariga? Gosta de dança ou de futebol? O que este livro nos diz é que, independentemente de sermos uma ou outra coisa, somos todos muito mais que isso e cada um pode ser tudo o que quiser. Descobri este livro por acaso e foi amor à primeira vista. Feito em verso, dá para ler normalmente, para de ler forma mais interactiva e mesmo para ler a cantar. É um livro fantástico, escrito de uma forma que facilmente prende os leitores mais novos, com pouco texto e ilustrações simples mas boas. Serve para ensinar aos mais novos que cada um pode ser o que quiser, vestir roupa da cor que quiser ou ter os hobbies que quiser. E que todos somos muitos mais que só um “menino” ou uma “menina”. É um óptimo livro quer para ler em voz alta às crianças, quer para usar numa actividade, quer para eles lerem sozinhos. Nós por cá recomendamos para crianças entre os 3 e os 9 anos, mas pode perfeitamente ser lido aos mais pequeninos também. Excelente! 5*

O Homem que Plantava Árvores – Jean Giono

Wook.pt - O Homem Que Plantava Árvores

Livro Físico

Em O Homem que Plantava Árvores Jean Giono conta-nos a história verídica de um homem que após perder toda a família e ficar sozinho no mundo decide mudar-se para uma zona árida e isolada e passar a viver afastado da sociedade. Lá, começa então a plantar árvores, fazendo disso a missão da sua vida. E planta, muitas e muitas árvores, centenas, até que consegue reverter o estado em que aquela terra se encontrava. O Homem que Plantava Árvores é um livro muito pequeno e de uma leitura muito fácil. É também um livro muito bonito e marcante sobre o quanto uma pessoa consegue fazer, mesmo que esteja sozinha. Lembra-nos que cada um de nós pode, por si só, mudar o mundo e torná-lo num lugar melhor. Belíssimo e muito inspirador. Também recomendado pelo plano nacional de leitura para jovens dos 12 aos 14 anos da área de ciências e tecnologias. Nós por cá achamos que é um livro para toda a gente e que promete ser inspirador também para os leitores adultos. Muito recomendado! 5*

Às Mulheres Portuguesas – Ana de Castro Osório

Link para o ebook gratuito (PDF)

Ana de Castro Osório nasceu a 8 de Junho de 1872 em Mangualde e faleceu a 23 de março de 1935 em Setúbal. Foi escritora, tendo escrito sobretudo livros infantis, jornalista e pedagoga. Era também marcadamente feminista e activista republicana. Podem ver outras obras desta autora neste link. Em Às mulheres portuguesas Ana dirige-se, tal como o título diz, directamente a todas as mulheres portuguesas. Esta obra é o primeiro manifesto feminista português. Aqui, ela tenta alertar as mulheres para a importância da educação feminina e da sua independência financeira. Segundo Ana, até para ser uma dona de casa era essencial que a mulher tivesse alguns estudos e educação, para melhor poder educar e instruir os filhos, não se permitind ser intelectualmente inferior a eles. Passa por temas como a educação, o trabalho, a maternidade e o casamento mas também por outros mais vastos como as mulheres e a política e a situação do povo. Pode parecer a um leitor mais desavido que este texto não é nada de especial, mas a verdade é que é. Foi um marco no seu tempo, é um documento histórico, e a coragem de Ana ao trazê-lo à luz do dia merece todo o nosso respeito. A leitura é fácil apesar de se encontrar num português mais antigo e as suas intenções são claras: levar as mulheres a lutarem pela sua educação e independência financeira; permitir que a sociedade aceitasse esta necessidade feminina; pôr as pessoas a pensarem na desigualdade que existia entre os sexos. É uma leitura verdadeiramente interessante, quer pelo seu valor feminista quer pelo seu valor histórico. Aqui olhamos directamente a sociedade da época e vemos o papel que as mulheres desempenhavam. Muito mudou desde que Ana escreveu este documento. Mas o mais impressionante é ver o quanto ainda há para fazer. Muito recomendado! 5*

Laranja de Sangue – Harriet Tyce

Wook.pt - Laranja de Sangue

Livro Físico

A vida de Alison tinha tudo para ser perfeita: um marido dedicado, uma filha maravilhosa, uma carreira em ascensão. Mas Alison bebe demais e tem uma paixão por Patrick, um colega de trabalho. É então que se torna advogada de uma mulher que assassinou o marido e estranhas semelhanças começam a vir ao de cima… Em primeiro lugar, temos de dizer que a escrita de Harriet é fantástica. Empolgante, viciante, veloz… tem tudo o que se quer para um bom policial. A acção é frenética e o leitor nunca fica entediado. Depois, a história. Admito que chamei mentalmente burra a Alison várias vezes durante a história. Era óbvio que havia ali alguma coisa errada e só ela parecia não ver isso. No entanto, estive longe de perceber o que era realmente, e isso torna o final desta história incrível. É uma história que vicia, que agarra, que surpreende. As reviravoltas surgem nos momentos certos e isso é uma coisa bastante difícil de fazer. As descobertas vêm aos poucos, fazendo com que o leitor nunca perca o interesse, e é preciso ler até à última páguna para perceber realmente tudo. Mesmo quando pensamos que já sabemos tudo, não sabemos. Magnífico. Eu diria que este é o thriller perfeito e sem dúvida o melhor que li em muito tempo. Adorei! Ok, a personagem é meio desnorteada ao longo da história, mas podemos viver com isso. Fez-me lembrar A Rapariga no Comboio de Paula Hawkings e A Mulher à Janela de A. J. Finn mas melhor. Muito melhor! Muito recomendado. Um dos melhores thrillers que já li! 5*

Procura-se! Ralfy, o Coelho Ladrão de Livros – Emily Mackenzie

Wook.pt - Procura-se!

Livro Físico

Ralfy é um coelho, mas ao contrário dos outros coelhos ele não quer saber de cenouras para nada. Tudo o que ele quer, na verdade, é ler livros. Ralfy lê, lê, lê e lê mais ainda. Até faz listas de livros e avalia-os com cenouras! Um dia, Ralfy encontra uma nova forma de ler todos os livros que quer: começa a roubá-los. Mas ninguém gosta de ser roubado e quando o menino desta história, Artur, percebe que os seus livros estão a desaparecer, tudo fará para descobrir o ladrão… Este passou a ser, sem sombra de dúvida, um dos meus livros infantis preferidos. No fim da obra Artur mostra a Ralfy que não precisa de roubar livros porque pode ir a uma biblioteca e requisitar todos os que quiser. Tenho de admitir que de certa forma me identifiquei com Ralfy, esta personagem meio doida que tudo o que quer da vida é ler. Uma lição sobre a importância da leitura e sobre a importância de não roubar, mas mais que isso uma leitura extremamente divertida e interessante. As páginas são cheias de pormenores, é um livro que vai muito além de apenas o texto e promete entreter os mais novos por um bom bocado. E é, sem dúvida, um excelente livro para cria pequenos leitores! Adorei! Recomendadissimo! 5*

O Infinito num Junco – Irene Vallejo

Wook.pt - O Infinito num Junco

Livro Físico

O Infinito num junco é um livro técnico. Um livro sobre a história dos livros e da leitura. Com ele viajamos pela Grécia e por Roma, vemos surgir a escrita e o papel, conhecemos a dura e solitária luta dos escribas, vemos as batalhas de Alexandre e entramos na Biblioteca de Alexandria e muito mais… O Infinito Num Junco é um livro denso, com muitas páginas e muita informação, quase que uma bíblia sobre este tema. É um livro para ler de uma ponta a outra e também para manter na estante como livro de consulta para quando se precisa. É bastante perceptível que a autora é uma estudiosa do tema e também uma verdadeira apaixonada por ele. Mergulhamos naquela época e naqueles lugares como se sempre lá tivessemos estado, encantamo-nos, deixamo-nos levar. Para quem estuda literatura ou simplesmente se interessa pelo tema esta é sem dúvida uma obra a não perder. Ao falar da literatura clássica de Grécia e de Roma falamos também do início da literatura ocidental. É o início dos livros e da leitura como os conhecemos hoje. Irene consegue passar imensa informação sem que o livro se torne entediante, muito pelo contrário. Chegamos a rir um pouco. É um livro bem organizado, bem construído e escrito de uma forma muito inteligente. O leitor aprende, sem sombra de dúvida. Muito recomendado! 5*

O Palácio Japonês – José Mauro de Vasconcelos

Wook.pt - O Palácio Japonês

Livro Físico

José Mauro de Vasconcelos nasceu a 6 de fevereiro de 1920 em Bangu no Rio de Janeiro e faleceu a 24 de julho de 1984 em São Paulo. Foi escritor e a sua obra mais conhecida é O Meu Pé de Laranja Lima que foi adaptado ao cinema e à televisão. Em O Palácio Japonês conhecemos Pedro, um solitário pintor que vive em São Paulo. Certo dia encontra um velho homem que o leva a visitar um misterioso palácio japonês onde vive Tetsuo, um príncipe que sofre de uma doença incurável. Este encontro e tudo o que se segue irá mudar o destino de ambos para sempre. O Palácio Japonês é um livro de literatura juvenil com pouco mais de 100 páginas que se lê de uma assentada. É um livro excepcional e muito comovente, sobre amizade, esperança e coragem. O pequeno príncipe Tetsuo é uma personagem inspiradora do alto dos seus oito anos e Pedro, o pintor, não lhe fica muito atrás. Podia ser facilmente um livro sobre dor, mas José Mauro de Vasconcelos transforma-o em muito mais do que isso. É um livro lindo e comovente, inspirador e que nos deixa com um aperto no coração e vontade de soltar algumas lágrimas. Maravilhoso! Muito recomendado! 5*

Harleen – Stepan Sejic

Wook.pt - Harleen

Livro Físico 1
Livro Físico 2

Nestas duas bandas desenhadas Harleen conhecemos a história da anti-heroína Harley Quinn, a sua formação e transformação. Conhecemos a sua historia de amor e obsessão com Joker. A primeira coisa que tenho de dizer sobre estas obras (e que vou repetir e repetir até à exaustão) é que as ilustrações são extraordinárias! Completamente extraordinárias! Tudo, desde a conjugação de cores ao traço, é muito bom. Sabemos e percebemos visualmente que são desenhos, mas são de um realisto incrível e o autor não se limita ao longo do livro, cada personagem é de uma maneira, cada cenário é um ambiente totalmente diferente. É um livro feito com uma mestria excepcional! Depois, claro, a história. Eu admito que adoro a história da Harley, tem um encanto muito particular. Doentio, fora da caixa, arriscado, desafiador. A história podia continuar por mais vinte livros que ainda assim eu ia ler todos. Muito, muito recomendado! 5*

O Que Fazer com um Problema? – Kobi Yamada

Wook.pt - O que Fazer com um Problema?

Livro Físico

O menino desta história tem um problema e não sabe lá muito bem o que fazer com ele. Mas quanto mais ele pensa nisso mais o problema cresce e mais ele pensa nisso e mais preocupado fica. Um dia, toma uma decisão: tem de enfrentar o seu problema. E é então que descobre que esconcido lá no meio, estava uma oportunidade. Este livro é uma verdadeira lição para a vida, para miúdos e graúdos. Não tem uma história muito forte, nunca chegamos a saber qual é realmente o problema, mas a ideia é essa. Pode ser qualquer problema, de qualquer um de nós. O fim do livro é bonito e as ilustraçoes são verdadeiramente maravilhosas. Recomendado! 4*
Obra recomendada pelo Plano Nacional de Leitura para crianças dos 6 aos 11 anos.

Hygge: ser feliz à dinamarquesa – Anna Skyggebjerg

Wook.pt - Hygge

Livro Físico

Em Hygge: ser feliz à dinamarquesa, Anna vem desvendar-nos o Hygge (pronúncia parecida com huga), uma “técnica” dinamarquesa para viver melhor e ser mais feliz. Tem sido muito falado nos últimos tempos e, sabendo que os dinamarqueses têm um dos índices de felicidade mais altos, talvez tenham uma certa razão. Este é um livro que se lê de um sopro. Está bem construído, com uma estética muito boa, que facilita a leitura e capta facilmente a atenção do leitor. Está longe de ser uma leitura cansativa, muito pelo contrário. Quanto ao hygge em si… eu consigo perceber. A técnica do hygge consiste em saber relaxar, criar determinados bons momentos (como cozinhar um bolo ou ir a uma biblioteca ou ler um livro e beber um chá) e aproveitá-los. Sem stress, sem as preocupações do dia a dia. Isso, de facto, melhora a nossa qualidade de vida. Concordo? Concordo. Não sei se o consigo pôr em prática, mas talvez valha a pena tentar. Engraçado como uma coisa tão falada ultimamente, como o Hygge, pretende ensinar-nos algo tão simples e que, no fundo, todos nós já sabemos. Eu diria que este livro é um pequeno lembrete. Recomendado. 3*

A Hora da Estrela – Clarice Lispector

Wook.pt - A Hora da Estrela

Livro Físico

Em A Hora da Estrela temos um homem narrador, Rodrigo S. M., que nos conta a história de Macábea, uma jovem pacata e sem vocação para estar viva. O início do livro é marcado pelo arrastar do monólogo de Rodrigo, em que ele fala da história que vai contar sem a contar e das razões que o levam a falar sobre esta jovem. Depois, conhecemos finalmente Macabéa, que ficou orfã muito nova e acabou por ser criada por uma tia beata. Macabéa era uma dactilografa que não tinha jeito para dactilografar, cujos únicos luxos era ir ao cinema uma vez por mês, comprar uma rosa quando recebia o ordenado e pintar de vez em quando as unhas de vermelho. Era virgem, nunca tinha namorado e é descrita como inócua, alguém que os outros tinham tendência para nunca ver. Até que um dia ela conhece Olimpico de Jesus e começam uma espécie de namoro… É impressionante como uma obra tão pequena, que não chega sequer a ter 100 páginas, consegue ser tão profunda e marcante como A Hora da Estrela é. Macabéa é uma personagem incrível e humana, repleta de defeitos e de coisas que não fez, uma mulher que vive sem viver e que só percebe o que é estar viva no dia em que morre. Olimpico é uma personagem que queremos ver longe, mas é nas relações que Macabéa estabelece (e não estabelece) com as pessoas e na forma como vive o seu dia a dia que está a verdadeira essencia deste livro. Macabéa não vive. E isso pesa. É um livro para levantar questionamentos no leitor, que nos deixa a pensar se estaremos a aproveitar a nossa vida ou se seremos também um pouco como Macabéa. A escrita de Clarice é maravilhosa, apesar de não ser simples, e tem muita poesia na sua prosa. Brilhante! Há quem diga que este livro é também uma espécie de despedida da autora pois pode ter sido escrito numa altura em que ela já sabia que ia morrer. Lindíssimo! 5*, muito recomendado!

Se eu fosse um livro – José Jorge Letria

Wook.pt - Se Eu Fosse Um Livro

Livro Físico

Como seria cada um de nós, se fosse um livro? Quais seriam os nossos desejos, os nossos sonhos, os nossos medos? É esse pensamento que move este livro. Se eu fosse um livro é um livro imensamente poético, vocacionado para os pequenos leitores mas que os leitores graúdos também são bem capazes de adorar. Apesar de não rimar, este é um livro-poema. Lindíssimo, maravilhoso, inspirador, que nos faz entrar no mundo e na vida dos livros. As ilustrações são, claro, a cereja no topo do bolo, simples e grandiosas ao mesmo tempo. Muito, muito recomendado! 5*

Rosinha, Minha Canoa – José Mauro de Vasconcelos

Wook.pt - Rosinha, Minha Canoa

Livro Físico

Em Rosinha, Minha Canoa conhecemos Zé Orocó, um homem que partiu da grande cidade para a selva em busca de paz. Lá vive só com a sua canoa, Rosinha, sua amiga e com quem conversa muito. Tomado por louco por falar com Rosinha Zé Orocó é então internado à força num hospital psiquiátrico. Mais tarde dado como curado, Zé volta para Rosinha. Mas será que as coisas vão voltar a ser como antes? Rosinha, Minha Canoa é uma história cheia de amor e poesia, de loucura e sensatez. É uma bonita discussão sobre quem é ou não realmente louco, posta de uma forma muito comovente. Escrito em brasileiro, é um livro muito doce, que se lê muito bem. Zé Orocó é um homem muito triste e, ao mesmo tempo, muito sábio. Rosinha é uma canoa em fim de vida, também ela muito sábia e os dois juntos prometem enternecer corações. Lindíssimo, um livro que mereia mais reconhecimento do que tem. Muito recomendado! 4*

O Doido e a Morte – Raúl Brandão

Wook.pt - O Doido e a Morte

Livro Físico

Em O Doido e a Morte conhecemos Baltazar Moscoso, um Governador Civil e dramaturgo frustrado. Certo dia recebe a visita do Sr. Milhões que ao entrar liga uma campainha eléctrica a uma caixa que tem consigo e avisa então o Governador Civil que acaba de accionar uma bomba que vai explodir daí a vinte minutos. O Governador Civil vê-se então abandonado por todos, ficando apenas ele e o Sr Milhões na sala, discutindo. A certa altura, quando a bomba já está mesmo prestes a explodir, entram dois enfermeiros que vêm buscar o doido Sr Milhões. Afinal, não havia nenhuma bomba… O Doido e a Morte é uma peça de teatro muito curta e muito engraçada. É uma crítica à sociedade, uma sátira. De tão curta e tão bem escrita que é, lê-se de um sopro. Atrevo-me a dizer que vê-la representada deve ser muito divertido. Ainda assim não é um texto demasiado leve ou vazio, muito pelo contrário: O Doido e a Morte fala de uma maneira leve de coisas sérias, principalmente da forma como vivemos a vida. Muito recomendado! 4*!

O Paraíso são os Outros – Valter Hugo Mãe

Wook.pt - O paraíso são os outros

Livro Físico

Em O Paraíso São os Outros conhecemos os pensamentos de uma menina sobre o amor, a família, os casais e muito mais. É um livro muito bem escrito que nos fala de vários tipos de amor, que ensina aos mai novos como funciona a vida em casal e como se cria uma família, que traz muitos conceitos essenciais envoltos numa leitura muito saborosa e poética. Um livro maravilhoso e uma excelente ferramente para pôr os mais novos a falarem sobre estes tema e a aprenderem sobre muitas coisas essenciais. E livre de preconceito, o que é maravilhoso. Recomendado pelo plano nacional de leitura para crianças dos 9 aos 11 anos. 5*! Imensamente recomendado!

A Outra Mulher – Mary Kubica

Wook.pt - A Outra Mulher

Livro Físico

Em A Outra Mulher conhecemos Sadie e Will. Quando Alice, a irmã de Will, se suicida Sadie e Will partem com os filhos para casa dela para tomarem conta da sua filha adolescente. Essa mudança devia ser um recomeço para todos, uma forma de salvaram o casamento marcado pela traição e de levarem Otto, o filho também adolescente para onde não fosse conhecido. Mas os problemas parecem tornar-se cada vez piores… Durante a maior parte da leitura este livro pareceu-me bastante comum. Adolescentes com problemas escolares, um casamento em ruína, uma mulher traída, uma amante zangada. De facto, passei grande parte da história a pensar em quanto a personagem principal, Sadie, não era lá muito inteligente. Como é que ela não percebia o que se estava a passar? Então cheguei à parte final do livro e, admit, fiquei de queixo caído. Afinal quem não estava a perceber a situação era eu. E que situação! Que reviravolta! Pensei em desistir da leitura, mas ainda bem que não desisti. O final é realmente muito bom e faz com que todo o livro valha a pena. Recomendado! 4*

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s