História do Novo Nome – Elena Ferrante

502x

“Queres bem para toda a vida a pessoas que nunca chegas a saber realmente quem são.”

“Aos homens afeiçoamo-nos pouco a pouco, independentemente de terem ou não algo em comum com aqueles que, nas várias fases da vida, tomamos como modelo de homem.”

“Passou a impressão inicial de me encontrar no meio de uma luta intrépida. Passou a ansiedade de cada exame e a alegria de o ter vencido com a nota máxima. Passou o prazer de reeducar a voz, o gesto, o modo de vestir e de andar, como se competisse pelo prémio de melhor disfarce, da máscara tão bem usada que era quase rosto.
De repente dei-me conta daquele quase. Conseguira? Quase. Livrara-me de Nápoles, do bairro? Quase. Tinha amigas e amigos novos, que provinham de ambientes cultos, muitas vezes bastante mais cultos do que aquele a que pertenciam a professora Galiani e os filhos? Quase. De exame para exame tornava-me uma aluna bem aceite pelos professores atentos que me interrogavam? Quase. Pareceu-me ver o que se passava por trás do quase. Tinha medo. Tinha medo como no primeiro dia que chegara a Pisa. Temia aqueles que sabiam ser cultos sem o quase, com desenvoltura.”

 

História do Novo Nome é a continuação do incrível A Amiga Genial, de que falei aqui.

Traz-nos, de novo, a história de Lila e Elena. Agora, Lila é casada e Elena consegue a custo prosseguir os seus estudos. Os seus caminhos, cada vez mais distantes, cruzam-se continuamente e reviram a vida de Elena de cabeça para baixo cada vez que isso acontece.

Lila é uma personagem estranha, que faz todas as outras personagens gravitarem à sua volta. O interessante é ver essa gravitação não através dos olhos dela mas dos olhos de Elena, que ora quer a todo o custo manter-se afastada, ora pensa nela como se de uma obsessão se trata-se.

Elena cativa-nos, faz-nos gostar dela, torcer por ela. Lila, por outro lado, é tudo ou nada: momentos há em que tudo o que o leitor quer é que as coisas lhe corram bem, enquanto que noutros só queremos que Elena se livre dela de uma vez por todas.

O livro tem um tamanho razoável, não se lê de um dia para o outro mas a escrita é muito boa e a leitura é fácil. É uma escrita seca e dura, directa, tal como no primeiro volume.

Vou ler o terceiro? Vou sim, sem dúvida alguma. E tenho francamente a sensação de que História do Novo Nome foi o livro ponto de viragem na história de Lila e Elena. As coisas nunca mais serão como antes.

Livro muito recomendado.

5*

2 comments

  1. Olá Anabela.

    Confesso que ando com esta obra debaixo de olho. Já analisei, superficialmente, o primeiro volume, mas, por uma razão ou por outra, nunca a trouxe da biblioteca.

    As tuas opiniões estão-me a demonstrar que efectivamente é uma obra de qualidade.

    Liked by 1 person

    • Apesar da premissa não ser nada de espectacular ou surpreendente é sim uma obra muito boa. Vou começar hoje o 3º volume, e eu não sou nada de ler continuações assim seguidas 😉

      Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s