The Handmaid’s Tale

Esta é uma daquelas séries pouco conhecidas mas que foi uma autêntica descoberta. Ouvi falar dela pela primeira vez (e única) através de uma bloggeira. Dizia ela que esta série era “pesada”, “muito pesada”. Eu vi o primeiro episódio e pensei “eh, não é assim tão pesada”, ou não tivesse eu a mania de ser do contra. Depois vi o segundo, o terceiro…e acreditem, esta série é pesadita sim!

Nesta história os níveis de poluição aumentaram de tal maneira que a grande maioria da população se tornou estéril. Então, um grupo religioso criou uma revolta, derrubou o governo dos EUA e criou uma nova sociedade. A América passou a chamar-se Gileade e, nesta nova terra, as poucas mulheres férteis que existem são capturadas, tornadas servas e obrigadas a ter filhos para a elite estéril.

Trata-se de uma distopia em que quase podíamos acreditar, mesmo não querendo acreditar que a humanidade fosse capaz de tais atrocidades. Nela a violação é comum, a escravidão sexual é normal, os filhos são separados das mães a sangue frio e a sentença por qualquer crime pode ser amputação ou morte, conforme o estatuto social do criminoso.

A história é baseada no romance A História de Uma Serva de Margaret Atwood, que eu também não conhecia mas que já decidi que vou ler antes de ver a segunda temporada.

Série muito recomendada!

2 comments

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s