Adultério – Paulo Coelho

“E a mais importante lição é aprender a amar.

Amar cada vez melhor. Porque desaparecerão as línguas, as profecias, os países, a sólida Confederação Suiça, Genebra e a rua onde eu moro, os postes de luz, a casa onde estou agora, os móveis da sala…e também o meu corpo desaparecerá.

Mas uma coisa ficará para sempre marcada na alma do Universo: o meu amor. Apesar dos erros, das decisões que fizeram os outros sofrer, dos momentos em que eu própria pensei que ele não existia.”

“É possível educarmo-nos para amar o homem certo? Claro que sim. O problema é conseguir esquecer o homem errado, que entrou sem pedir licença porque estava a passar e viu que a porta estava aberta.”

 

Linda é uma mulher de 31 anos que tem tudo para ser feliz: dinheiro, dois filhos saudáveis que lhe alegram os dias, um emprego respeitável como jornalista, uma casa num dos locais mais seguros do mundo e um marido dedicado que a ama. Mas mesmo assim, Linda não está feliz. Aos poucos, torna-se cada vez mais difícil para ela enfrentar cada novo dia. A sua vida parece-lhe desinteressante, parada e ela sente que um dia se vai arrepender da vida que leva. Então, tal como nos diz o titulo do livro, Linda toma uma decisão que vai mudar os seus dias e…arranja um amante!

 

Apesar de ser sobre traição, este é também um livro sobre amor. Pode um livro deixar-nos divididos? A resposta é sim, pode.

 

Eu posso não ter concordado com algumas das coisas que se falam e fazem neste livro, mas nem por isso gostei menos dele. Na verdade, apesar daquele aperto no peito quando as personagens erravam, o leitor acaba por se sentir quase comovido com alguns dos seus sentimentos, com alguns dos seus problemas.

 

Sim, a personagem neste livro erra, erra muito. E o final não é o que muitos queríamos que fosse. Mas mesmo não concordando com o final nem com as acções desta personagem, o livro é lindo de se ler. Quase podemos dizer que as más acções da personagem são compensadas pela escrita do autor, que como sempre escreve com um toque de poesia na prosa e muitas verdades nas entrelinhas.

 

Lê-se de um trago. Não gostei muito do tema mas adorei o livro, por muito contraditório que isso possa parecer. É um livro que nos faz pensar sobre o amor e sobre as muitas formas em que ele se manifesta, sobre seguir em frente, sobre o erro e o perdão de si próprio. Afinal, o que precisamos para ser realmente felizes? Somos eternos insatisfeitos?

 

Livro recomendado, para uma leitura sem muitos moralismos.

Livro na Wook

2 comments

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s