Cartas de amor – Virginia Woolf e Vita Sackville-West

Livro Físico

“Espero que ninguém até agora tenha atirado ao chão, ou alguma vez atire, uma luva que eu não esteja pronta para apanhar. Pediste-me que escrevesse uma história para ti. Nos picos das montanhas, e nas margens dos lagos verdes, ando a escrever-ta. Fecho os meus olhos ao azul das gencianas, ao coral do jasmin-das-rochas alpino; fecho os meus ouvidos aos rios murmurejantes; fecho o meu nariz à fragrância dos pinheiros; concentro-me na minha história.”

“É incrível como te tornaste tão essencial para mim. Suponho que estejas habituada a que as pessoas digam estas coisas. Maldita sejas, criatura mimada; não conseguirei fazer com que me ames mais expondo os meus sentimentos deste modo… Mas, oh, minha querida, eu não sou capaz de ser inteligente e reservada contigo: amo-te demasiado para isso. Com demasiada verdade. Não fazes ideia de como eu consigo ser reservada com as pessoas que não amo. Fiz disso uma arte refinada. Mas tu derrubaste as minhas defesas. E eu não levo isso a mal.”

Virginia Woolf

Adeline Virginia Woolf foi uma escritora, ensaísta e editora britânica. Nasceu a 25 de janeiro de 1882 em Kensington, Londres, Reino Unido. Escreveu obras aclamados como O Quarto de Jacob e Mrs. Dalloway. Suicidou-se em março de 1941, enchendo os bolsos de pedras e entrando no rio Ouse.

Victoria Mary Sackville-West, mais conhecida por Vita Sackville-West, nasceu a 9 de março de 1892 em Knole House, Reino Unido.  Foi poetisa, romancista e paisagista inglesa e o seu longo poema narrativo, The Land, valeu-lhe o prémio Hawthornden Prize em 1927.

Virginia Woolf e Vita Sackville-West conheceram-se num jantar a 15 de dezembro de 1922. Um encontro que causou uma forte impressão em ambas e que as iria unir durante quase 20 anos, até à morte de Virginia Woolf, numa relação de amizade, literária e… de amor.

Vita Sackville-West

Este é um livro profundamente tocante. Vita e Virginia eram duas mulheres, com dez anos de diferença e vidas totalmente separadas. Ambas casadas com homens, Vita tinha inclusive filhos com o marido. Ainda assim a ligação que se estabeleceu entre ambas foi imediata, implacável e inspiradora.

Nesta obra encontramos parte da correspondência que trocaram e alguns excertos do diário de Virginia. Acompanhamos o evoluir da sua relação, os seus altos e baixos, a forma como se relacionavam e como mostravam isso a quem as rodeava. Vemos também o evoluir literário de cada uma, a publicação das suas obras e as opiniões que trocavam. Algumas das cartas são maravilhosas, românticas e apaixonantes.

Um livro belissimo. Preferido e muito, muito recomendado. 5*

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s