Lançamentos literários debaixo de olho [abril 2022]

Naufrágio
João Tordo

Livro Físico

O novo romance de João Tordo conta-nos a história de um homem à deriva, enredado nos seus fantasmas e obrigado a enfrentar a mais terrível das acusações. Aos sessenta anos, o romancista Jaime Toledo enfrenta vários problemas. Não escreve há uma década, foi diagnosticado com cancro e, de repente, dá por si no epicentro de um escândalo. Escritor de renome em Portugal, a polémica lança-o para o abismo – sem carreira, sem dinheiro e sem casa, com os livros a ganhar pó nos armazéns, depois de banidos pela sua editora, toma uma decisão radical: deixar tudo para trás e mudar-se para um barco decrépito, fundeado nas docas de Lisboa. É no Narcisse – um minúsculo barco mágico -, na companhia de uma velha guitarra e de um cão chamado Sozinho, que Jaime procurará devolver o sentido à sua vida, reconciliando-se com o passado: as relações conturbadas com as mulheres, o abandono da escrita, a culpa que o corrói. Até que, um dia, a aparição de uma figura do passado mudará tudo, desviando a narrativa para um lugar inesperado. Estará nas mãos de Jaime decidir se este naufrágio é o fim ou um caminho para algo novo. Naufrágio é um corajoso romance sobre o amor e as relações entre os sexos, uma reflexão sobre a memória e a culpa, e as linhas difusas que definem as fronteiras pessoais, sociais e morais. Através de Jaime Toledo, João Tordo traça o perfil de um homem em busca da redenção possível, num mundo mais rápido a julgar do que a refletir, e onde é mais fácil condenar do que estender a mão.

Auschwitz: Prisioneiro 119198
Tadeusz Borowski

Livro Físico

Publicado na Europa no seguimento da Segunda Guerra Mundial, este livro de Tadeusz Borowski compila pequenas histórias que relatam a sua passagem pelos campos de concentração nazis e descrevem, numa escrita livre e poderosa, um mundo onde, frequentemente, o desejo de sobreviver superava todos os outros. Em Auschwitz, os prisioneiros comiam, dormiam e trabalhavam a poucos metros dos locais onde outros eram assassinados. Muitas vezes, a diferença entre a vida e a morte reduzia-se a uma segunda tigela de sopa, a um cobertor extra ou ao luxo de um par de sapatos com sola grossa. As histórias dos campos de concentração nazis tendem a concentrar-se na coragem e na humanidade dos seus prisioneiros. Raramente vemos o lado mais sombrio daquilo que foi feito para sobreviver, as hierarquias entre reclusos, o sucesso com que o génio maligno nacional-socialista despojou os indivíduos de todo o senso moral. Provavelmente, o que este livro tem de melhor em relação a qualquer outro livro sobre o Holocausto é expor a extrema dificuldade de processar o que aconteceu naqueles campos e de, inclusive, conseguir encontrar o tom moral apropriado para relatar isso. Este é um livro real e deveria ser de leitura obrigatória para toda a gente.

Os Primos
Karen M. McManus

Livro Físico

Os familiares são os melhores a guardar segredos… até uns dos outros. Milly, Aubrey e Jonah Story são primos, mas há anos que não se viam e nunca conheceram a sua avó. Rica e solitária, deserdou os filhos antes de os netos nascerem. Por isso, quando os três recebem uma carta dela a convidá-los para irem passar o verão a trabalhar no seu resort, na ilha onde vive, todos ficam surpreendidos… e curiosos. Os pais fazem a escolha por eles: rejeitar o convite não é opção. Esta pode ser a única oportunidade de voltarem a estar nas boas graças da avó. Mas, quando os primos chegam à ilha, fica logo claro que a avó tem outros planos para eles. E, à medida que os dias vão passando, percebem que o passado da família é trágico e misterioso. Todos os Story têm segredos. O que os levou a separarem-se ainda não terminou e, durante este verão, os primos vão descobrir tudo – se conseguirem sobreviver à época balnear.

O Regresso de Julie Blue
Iris Bravo

Livro Físico

Oito anos depois de abandonar a sua terra natal, a rebelde Julie Blue decide voltar a casa. Na pequena cidade piscatória de Almira, reencontra os mesmos preconceitos e tensões sociais, amigos, inimigos, lembranças agridoces e os destroços de uma época que nunca esqueceu. As razões que a levaram a desistir da carreira, separar-se do marido e regressar à casa do pai com a sua filha são incertas, assim como as circunstâncias do incêndio ocorrido pouco antes da sua partida e que destruiu um bar em frente ao mar, entretanto reconstruído. Conseguirá Julie Blue também reescrever a sua história ou irá deixar-se vencer pelas consequências dos erros cometidos?

O Odor da Índia
Pier Paolo Pasolini

Livro Físico

Em 1961, Pasolini visitou a Índia pela primeira vez. As emoções e sensações vividas são tão intensas que o levam a escrever este diário de viagem. Pasolini vagueia atentamente pela caótica realidade que encontra, uma Índia que é terna e bárbara, mágica e miserável, oprimida por tradições em declínio e, ainda assim, vibrante de cor e vida. Os templos de Benares, as noites de Bombaim, todo o encanto de uma terra fascinante e, ao mesmo tempo, o horror da existência que aí nos conduz são transmitidos com a originalidade de um dos maiores escritores italianos.

[Sinopses de wook.pt]

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s