Três livros para criar jantares literários

Livro de Receitas dos Lugares Imaginários
Alberto Manguel

Wook.pt - Livro de Receitas dos Lugares Imaginários

Livro Físico

Este livro tem sopa de amantes-demónios, omeleta de dragão, dedos de feiticeiro, dinobúrgueres, jardineira utópica de legumes, mamilos doces da Amazónia e até um cocktail de sangue fresco — todos (muito) comestíveis. E, além de encher a barriga, é também um convite para que se sente à mesa com as suas personagens preferidas, tendo como cenário de fundo alguns dos mais marcantes lugares imaginários da literatura. Tal como colecciona leituras, Alberto Manguel lê, pede, altera, experimenta e inventa receitas desde a adolescência — neste livro, que acompanha muito bem com o seu icónico Dicionário de Lugares Imaginários, junta as duas paixões, na certeza de que desde «um elaborado banquete na Atlântida ao mais simples jantar na ilha de Robinson Crusoe, toda a comida (diz-nos a literatura) é, na sua essência, uma prova da nossa humanidade comum».

A Comida Baiana de Jorge Amado
O Livro de Cozinha de Pedro Archanjo com as Merendas de Dona Flor
Paloma Jorge Amado

Wook.pt - A Comida Baiana de Jorge Amado

Livro Físico

Paloma Jorge Amado apresenta a cozinha baiana através das receitas dos pratos que alimentam e dão prazer aos personagens do seu pai, o escritor Jorge Amado. Os gostos e as preferências gastronómicas de Jorge Amado e dos seus personagens. Como comem, o que gostam de preparar, tudo amplamente mostrado em trechos seleccionados a partir de uma pesquisa detalhada de toda a sua obra de ficção. As receitas foram recolhidas junto a grandes cozinheiras da Bahia. É fácil para o leitor, mesmo iniciando-se na cozinha baiana, seguir os passos destas receitas.

À Mesa com Eça de Queirós
Maria Antónia Goes

Wook.pt - À Mesa com Eça de Queirós

Livro Físico

EÇA DE QUEIRÓS é seguramente um dos escritores mais marcantes da nossa memória. Com a sua leitura convivemos com a sociedade portuguesa do séc. XIX e a notória evolução cultural do país. Por sua vez a alimentação é como que um espelho dessa mesma sociedade. A autora, MARIA ANTÓNIA GOES, efectuou um levantamento das referências às refeições na obra de Eça de Queirós e propõe-nos as receitas portuguesas da época, permitindo ao leitor compôr o menu histórico, como se partilhasse À MESA COM EÇA DE QUEIRÓS.

[Sinopses de wook.pt]

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s