Segurança na internet

Ao navegar nas redes sociais vemos cada vez mais fake news, muitas delas completamente absurdas. Ainda assim há pessoas que acreditam e as divulgam, espalhando a desinformação. Simultaneamente vê-se também uma grande falta de consciência dos perigos que a internet pode trazer. Por isso hoje vamos tentar esclarecer alguns pontos e, quem sabe, ajudar alguém. Começamos com algumas precauções que pode (e deve) adoptar online…

Segurança na internet

Cuidado com o que aceita

A nossa primeira dica é simples: leia tudo! Quer seja a instalar algum programa ou aplicação, a fazer a inscrição em algum site ou loja online ou a clicar em algum anúncio que lhe interesse. Antes de carregar em “sim” ou em “aceito” deve sempre ter bem a certeza do que está a aceitar. Muitas vezes ao instalar um programa que queremos acabamos por instalar outro que não queremos e que se revela um verdadeiro tormento; ou por permitir que os nossos dados e pesquisas sejam ainda mais acessíveis, dando origem a um marketing insistente e agressivo que pode tornar-se num verdadeiro inferno. Por isso, confirme sempre!

Não divulgue dados pessoais

Pode parecer óbvio mas nem sempre o é. É claro que vai ter de pôr a sua morada se estiver a fazer alguma compra online e a vai receber em casa. Mas se não houve um motivo extremamente válido para dar os seus dados pessoais não os dê! Muitas vezes os contactos são usados para fins de marketing não autorizado e corre mesmo o risco de ser burlado ou de ter a sua identidade roubada. Não sabemos quem está do outro lado do ecrã!

Tenha cuidado ao aceder à sua conta bancária

Não guarde a password da sua conta bancária quando acede à mesma através da internet e mantenha a sua navegação anónima. Se alguém conseguir entrar na sua conta bancária através da internet (e acredite, há muitas pessoas com capacidades para o fazer) o mais provável é que seja vítima de um grande roubo. Aqui, todo o cuidado é realmente pouco! O mesmo vale para os dados do cartão de crédito. Tenha a certeza se o site em que o está a usar é seguro!

Escolha bem as suas passwords

Sabemos que a maioria de nós está inscrito numa quantidade absurda de sites e lembrar todas essas passwords está longe de ser uma tarefa fácil. No entanto, é essencial que tenha cuidado com as passwords que escolhe. Aqui, posso falar do meu caso em especifico. Há uns anos atrás tive várias das minhas contas invadidas. Facebook, email, instangram, tudo de uma vez. A password até nem era óbvia, mas era a mesma em todos os sites. E qual foi o motivo dessa invasão, perguntam vocês? Suspeitamos de um homem que andava a perseguir uma amiga minha. Ao ver-se bloqueado por ela invadiu as suas contas e quando ela se apercebeu e resolveu a situação começou a invadir as contas de pessoas que ela conhecia. Como disse, nunca sabemos quem está do lado de lá do ecrã e há muitas pessoas muito mal intencionadas e com muitos conhecimentos, acreditem!
Agora, como ter uma password segura? Em primeiro lugar, ela não pode ser óbvia. Não use nomes de familiares nem datas importantes para si. Recomendamos que escolhe uma sequência aleatória de letras, números e simbolos e que tenha uma password diferente para cada conta/site, pelo menos aquelas que são realmente importantes para si. Recomendamos ainda que altere essas passwords pelo menos uma vez por ano. Dá trabalho? Dá. Mas pense, é melhor fazer isso ou ter as suas contas invadidas? É uma situação mais comum do que pensa.

Tenha cuidado com os anúncios e emails duvidosos

Sabemos que estando online é quase certo que vamos ser bombardeados com anúncios. E tudo bem, quando são anúncios de lojas fiáveis o máximo que pode acontecer é aborrecerem um pouco. A questão é saber distinguir entre os que são fiáveis e os que não são. Vamos ser sinceros: ninguém dá nada a ninguém. Se recebeu um aviso em que lhe dizem que ganhou um passatempo para o qual não se concorreu, é mentira. Se concorreu mas ele era feito por outra página e não por aquela que lhe dar atribuir o prémio, é mentira. Quando lhe dizem que ganhou algo por ser o visitante nº XXX é mentira. Sempre que alguém lhe quiser oferecer algo mas você tiver de pagar ou de dar dados bancários ou pessoais para o receber, é mentira. Recomendamos que antes de dar qualquer dado verifique sempre a página e a veracidade do passatempo.

Publicação de Fotos

Todos vemos diariamente fotos a serem publicadas nas redes sociais e a verade é que muitas vezes isso é feito sem qualquer tipo de cuidado. Aqui é importante referir que mesmo depois de apagadas, não existe saída. A internet tem memória e bastam alguns segundos para que uma foto comprometedora se torne no seu pior pesadelo. Então, que fotos não deve publicar? Em primeiro lugar, fotos de crianças. Por um lado, as crianças nessas fotos podem vir a sentir-se expostas quer na altura quer um dia, mais tarde. A decisão de pôr as suas fotos na internet deve ser de cada um. Depois, isso é também perigoso para a segurança das crianças. Muitas vezes não se têm noção mas vai-se pondo uma foto aqui, uma foto com a morada por trás ali ou da criança com o uniforme da escola e isto e aquilo e quando menos se espera quem está do outro lado tem todas as informações que precisa para fazer mal à criança. É um verdadeiro perigo que muitos pais e educadores não entendem. Mas lá está, nunca sabemos quem está do outro lado do ecrã.

Definições de privacidade

Uma outra coisa a que deve ter atenção nas redes sociais e que pode até ajudar com vários outros pontos deste texto são as definições de privacidade que escolhe nas redes sociais. Quer mostrar as suas fotos ao mundo inteiro, venham com boas ou más intenções ou prefere que apenas os seus familiares e amigos consigam vê-las? A maioria das redes sociais já dá ao utilizador essa escolha e é uma escolha que pode fazer toda a diferença!

Cyberbullying

O cyberbulluing ou bullying online é infelizmente uma situação cada vez mais frequente, principalmente entre as crianças e jovens. Uma pesquisa realizada pelas Nações Unidas em 30 países revelou que um em cada três jovens já sofreram deste tipo de bullying. Apesar de à primeira vista tal não causar danos físicos nas vitimas a verdade é que pode afectá-las muito psicologicamente e levar realmente a danos físicos. O que pode fazer para lutar contra esta prática? Pode ensinar às suas crianças e jovens que devem ter cuidado na internet, não aceitar convites de pessoas que não conhecem, não partilhar dados pessoais nem fotos que os possam por em risco e ficar atento aos seus comportamentos, quer online quer a qualquer tipo de comportamento que possa revelar que são vitimas de bullying.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s