Entrevista a Márcia Rosa [Leitor Convidado]

Para começar, podes falar-nos um pouco sobre ti? Como te tornaste leitora? De onde veio o interesse pela leitura?

Chamo-me Márcia, tenho 23 anos e sou de uma pequena vila no Alentejo. Sendo filha de uma leitora, a paixão acabou por passar para mim, recordo-me quando era pequena que adorava deitar-me na minha cama rodeada dos livros com imensas histórias.

Houve uma altura que perdi o interesse e passei a dedicar-me a televisão, mas a minha mãe farta disso trouxe-me, tinha eu por volta dos 12/13 anos, ” A Lua de Joana” e recordo-me que na tarde em que o li a paixão voltou e nunca mais desapareceu.

 

Que géneros gostas mais de ler? O que te atrai num livro?

Acho que como qualquer leitor(a) não consigo definir quais os géneros que gosto mais, posso e admitir que há alguns que me cativam mais do que outros, sendo que no meu caso tenho uma especial inclinação por tudo o que seja histórico. Adoro principalmente os livros que me fazem ficar colada desde que começo a ler ate ao fim.

O que me atrai a pegar num livro e sem dúvida a capa e o título, mas também por vezes o autor se o conhecer e a sinopse.

 

Qual o teu livro preferido? E porquê?

Outra pergunta muito complicada de lhe dar uma resposta, pois todos os livros que li todos me cativaram de alguma maneira e me fizeram ama-los por isso mesmo. Posso é afirmar que há alguns que tem um cantinho um pouquinho mais especial no meu coração como, a Lua de Joana, da autora Maria Teresa Maia Gonzalez porque foi o que me fez voltar a ler, toda a colecção do Harry Potter porque cresci com ela, todas as obras da autora Jane Austen, com especial carinho pelo Orgulho e Preconceito, e gosto imenso das autoras Elizabeth Chadwick e Isabel Stilwell.

E o pior que já leste?

Não me recordo de ter havido algum de que eu não tenha gostado de ler, porque é daquelas coisa senão me cativa eu passo ao próximo, não lhe vou dedicar tempo algum.

 

Muitos entendem que há a ”literatura leve”, “literatura de cabeceira” e a “literatura intelectual”. Qual é a tua opinião sobre isso?

Para mim literatura é literatura, especificando o tipo de literatura não me ajuda em nada, porque denomina-la de leve, de cabeceira ou intelectual, a meu ver é só uma maneira que alguém gosta de arrumar os livros que tem. Cada vez mais são poucas as pessoas que gostam realmente de ler, porque em novos somos bombardeados com autores obrigatórios que não são atractivos e porque muitas vezes não os compreendemos e por isso perdemos logo o interesse. Denominado se a literatura é leve, de cabeceira ou intelectual, não é por ai que eu escolho os livro que vou ler, eu escolho porque o livro tem de me atrair para ele, a história tem de me prender a ele por amarras invisíveis que só desaparecem com o fim. Por na minha opinião a este tema é não ter opinião.

 

Sabemos que além de leitora também és bibliotecária. O que podes contar-nos sobre a tua experiência profissional? Que situação de marcou?

Foi algo inevitável, a biblioteca sempre foi o sítio onde eu passava mais tempo e juntando isso à minha paixão pelos livros, foi a melhor decisão que tomei. Quanto à minha experiência profissional, esta não e tão vasta quanto eu desejo, pois tirando o voluntariado que fiz e um estagio PEPAL, ainda não voltei a trabalhar na área. Mas do estágio trago algumas aprendizagens, pois pude em primeira mão ver como é o dia-a-dia de uma biblioteca no interior do nosso país. Usando o exemplo da biblioteca onde trabalhei o público actualmente está numa faixa etária muito superior, são pessoas mais velhas, na sua maioria instruídas e em que os livros são um meio de ocupar o tempo. Com isso a biblioteca para manter este público acabar por de lado o papel de difusora da informação, para se tornar animadora e “professora”, pois este publico quer aprender e a biblioteca acaba por ajudar. Não houve até agora alguma situação que me tenha marcado de alguma maneira, pois cada dia era diferente e em cada um tentei tirar todos os ensinamentos que podia.

 

Ebook ou livro impresso? Achas que o aumento dos ebooks pode vir, de alguma forma, a afectar as bibliotecas?

Neste campo estou dividia, por um lado sou pelo livro impresso, adoro vê-los nas estantes e de poder agarrar e manusear, e sentir aquele cheiro característico, poder estar à lareira com um livro no colo e passar horas nisso, mas por outro lado cresci na era da tecnologia e tenho de admitir que os ebooks dão jeito, em especial numa característica que a mim me interessa muito, a quantidade. Pois os ebooks permitem que eu leve os livros que eu quiser para onde eu quiser, enquanto se for impresso já tenho de ser mais medida e levar só alguns.

A meu ver os ebooks não vão interferir em grande escala nas bibliotecas, porque as pessoas vão continuar a preferir o livro impresso, e não há como o substituir. Como eu referi o que compensa no ebook é a quantidade de livros que se pode levar sem pesar nada, mas em contrapartida tem de haver uma tomada sempre à mão para carregar quando fica sem bateria. A meu ver o que pode acontecer num futuro próximo, é as próprias bibliotecas começarem a ter ebook para empréstimo assim como tem livros.

Que livros mais te marcaram em 2016? Quais recomendas?

Como eu já referi atrás os livros que leio tem de me cativar de alguma maneira para eu os ler, só por isso já me marcam, mas em 2016 não me recordo de haver algum que se tenha juntado à lista. Os livros que recomendo, “Os Bebés de Auschwitz” de Wendy Holden; “Isabel de Borgonha” e “D. Teresa” de Isabel Stiwell; “A rapariga no comboio” de Paula Hawins; para quem gosta do género fantástico recomendo a colecção Predadores da Noite da autora Sherrilyn Kenyon

 

E para 2017 o que planeias ler?

Outra boa pergunta. Em 2017 pretendo por em dia a lista de livros para ler de 2015, o problema é que com a quantia de livros novos que aparecem a minha lista vai crescendo e então já tem proporções muito grandes para ser medida.  É complicado eu prever quais os livros que vou ler neste novo ano, porque nesta altura eu já vou indo com a maré.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s