Saga Harry Potter – J. K. Rowling [Especial Harry Potter]

Diz-se por aí que amanhã Loulé vai ser Hogwarts por um dia. Por isso resolvi (finalmente) vir falar desta saga tão especial para mim, aqui no blog.
Como já disse aqui, foi um Harry Potter o meu primeiro livro. Ou pelo menos o meu primeiro livro a sério, aquele depois do qual eu nunca mais parei de ler. Não é que nunca tivesse lido livros antes, mas foi esse o ponto de viragem para mim, o livro que me tornou realmente leitora.

Por isso, e só por isso, vamos ter um fim-de-semana dedicado a este tema aqui no blog. Preparem-se!

 

pedra filosofal.jpg

Harry Potter e a Pedra Filosofal

Neste primeiro livro conhecemos Harry, um rapazinho orfão que é abandonado bébe à porta dos tios. Harry tem então onze anos e uma vida que muitos considerariram miserável: os tios detestam-no, o primo faz-lhe bulliyng e ele dorme numa pequena despensa debaixo das escadas, usa roupas usadas do primo que é vários tamanhos maior que ele e não parece haver esperanças da sua vida melhorar.
Mas algo estranho se passa com Harry. Por vezes dá por si de repente em cima dos telhados, enquanto tentavam fugir de um grupo de rapazes; faz aparecer e desaparecer coisas; e descobre que consegue falar com cobras!
É então que cartas misteriosas começam a chegar e Harry descobre que é um feiticeiro. Parte então para a escola de magia e feitiçaria de Hogwarts, onde conhece Ron, Hermione e vários outros. É também lá que descobre a verdade sobre a morte dos seus pais e tem de enfrentar o seu primeiro desafio de vida ou morte, para tentar salvar a Pedra Filosofal criada por Nicholas Flamel e impedir que o assassino dos seus pais retorne.
Este livro, o inicio de toda esta saga, foi lançado em Portugal pela primeira vez em 1999, pela editorial Presença. O filme saiu em 2001.

 

Imagem relacionada

Harry Potter e a Câmara dos Segredos

Neste segundo livro da saga Harry volta para o seu segundo ano em Hogwarts depois de umas férias de Verão terríveis em casa dos tios. Agora, tudo o que espera o trio é um ano calmo, certo? Claro que não!
Pessoa começam misteriosamente a aparecer petrificadas em Hogwarts. Não conseguem dizer o que lhes aconteceu e depressa se espalha o boato de que há um monstro lendária à solta. Mas ninguém sabe o que é, porque quem o vê não consegue contar.

Harry começa então a ouvir a voz do monstros percorrer as paredes. Sente a sua sede de sangue em cada palavra. Então, começa a ser culpado pelos acontecimentos, a que é o primeiro a chegar. Quando Hermione se torna uma das vitimas cabe a Harry e Ron tentar descobrir tudo para a salvar e evitar que fechem a escola.
Para mim este é o livro mais misterioso da saga, o que mais suspense têm. As vozes nas paredes têm um efeito fantástico nesta história, que realça em muito o mistério.

 

Imagem relacionada

Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban

Depois de salvar a pedra filosofal e enfrentar o monstro da câmara dos segredos Harry Potter está de volta, desta vez para enfrentar algo ainda pior: os dementors, que incorporam o próprio medo e ainda…o traidor que causou a morte dos seus pais.
Este livro traz-nos uma mão cheia de personagens novas e conta-nos uma história antiga, anterior à que lemos, que ainda não conhecíamos. É um dos livros mais emocionantes desta saga, onde Harry e os seus amigos começam realmente a enfrentar desafios diferentes, a falar sobre amor e morte, temas que irão ser aprofundados nos próximos livros. Para mim, é o meu livro preferido desta saga, que marca um ponto de viragem: as personagens são cada vez menos crianças e cada vez mais adultos. O final também não é como nos livros anteriores, não termina exactamente como queríamos, e isso serve para nos mostrar que nem tudo é como gostávamos que fosse, até mesmo na vida real.

 

calice de fogo.jpg

Harry Potter e o Cálice de Fogo

Neste quarto livro da saga algo muito importante vai acontecer em Hogwarts: o lendário torneio dos três feiticeiros, um evento especial que testa jovens feiticeiros de diferentes escolas em provas duras e perigosas, vai ser organizado na escola. Mas então, algo corre mal e do cálice mágico em vez de saírem três nomes, saem quatro!
Harry vê-se então obrigado a participar num torneiro onde não se inscreveu, para o qual não têm idade, e com provas que não sabe como vencer. Quem terá posto o seu nome no cálice? Qual seria a sua intenção?
Aqui as personagens são cada vez mais adolescentes, com problemas cada vez mais adolescentes. Mais uma vez Harry vê-se obrigado a enfrentar a morte com as suas muitas caras.

 

Imagem relacionadaHarry Potter e a Ordem da Fénix

Voldemort, o mais negro de todos os magos negros, está de volta e quer vencer a guerra que Harry o impediu de ganhar quando ainda era bebé. O problema, é que quase ninguém acredita no regresso daquele que julgavam morto há já tanto tempo. Não acreditam ou não querem acreditar.
É então que ressurge a Ordem da Fénix, uma grupo secreto de pessoas que se unem na luta contra Aquele Cujo Nome Não Deve Ser Prenunciado.
Mas o lado negro não joga limpo e tem muitos truques na manga.
Até hoje, na minha vida de leitora, eu só chorei com dois livros. Este foi um deles, e apesar de ter sido só uma lágrima ou duas, ainda conta como choro, não é?

 

Imagem relacionada

Harry Potter e o Príncipe Misterioso

Harry Potter está diferente. Depois do ano passado, já nada é igual. De volta a Hogwarts Harry já não espera um ano sossegado. Ele sabe que nunca o terá.
Agora, é Dumbledore que vai preparar Harry para a luta que um dia ele terá de travar. O mundo dos bruxos está cada vez mais revolto, os devoradores da morte festejam a volta de Voldemort atacando tudo e todos. Agora já ninguém duvida da sua volta, o medo volta, ele está de novo aqui.
É então que Harry encontra um misterioso livro escrito por um misterioso Príncipe, que a principio parece ajudá-lo nas aulas mais complicadas… mas só a principio.
Mais uma vez misturam-se os dramas da adolescência, o amor e a morte de uma forma leve e despreocupada, numa história capaz de nos humedecer os olhos no final.

 

Imagem relacionadaHarry Potter e os Talismãs da Morte

Neste último livro Harry, Ron e Hermione decidem partir de Hogwarts, que já não é a mesma escola que sempre conheceram, em busca dos talismãs que os podem ajudar a destruir de uma vez por todas Voldemort.
Acompanhamos então as suas aventuras, as suas viagens e as suas descobertas. Enfrentamos com eles os seus dilemas e os seus medos e vemos finalmente a batalha final, aquela para que todos se têm andado a preparar deste o inicio desta saga. Quem irá ganhar, Harry ou Voldemort? Até onde é preciso ir para vencer esta guerra?
Sem dúvida o livro mais empolgante da saga, que deixa um gostinho azedo a fim no final, quando percebemos que esta história acabou aqui e não vai voltar.

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s