Dez livros de autores alemães que não pode perder

A Montanha Mágica
Thomas Mann

Livro Físico

«Tal como em A Morte em Veneza, o protagonista de A Montanha Mágica empreende uma viagem que acaba por o levar para fora do espaço e do tempo da existência burguesa. Não por acaso, contrariando planos anteriores em que o romance abria com a explanação da biografia de Hans, depois remetida para o segundo capítulo, o primeiro capítulo centra-se na viagem e no primeiro momento de confronto com o mundo fechado do sanatório, o início do longo percurso de iniciação que irá constituir o fulcro da narrativa. O herói do romance, como surge repetidamente sublinhado, nada tem de excepcional, pelo contrário, a própria mediania da personagem constitui uma forma de acentuar de que modo ela representa paradigmaticamente a normalidade social. O fulcro do romance, está, justamente, no facto de essa normalidade ser totalmente posta à prova e problematizada nos seus fundamentos pelo confronto com o microcosmo do sanatório.» Do Prefácio

Demian
Hermann Hesse

Livro Físico

Publicado em 1919, com o pseudónimo Emil Sinclair, Demian conta-nos a história de uma difícil caminhada para a maturidade, que culmina nos dias sombrios da Primeira Guerra Mundial. Os seus protagonistas – o enigmático Max Demian e o narrador, o jovem Emil Sinclair – erguem, ao longo das páginas deste romance, um inesquecível grito de revolta contra os processos de uniformização então predominantes e contra a barbárie massificada que viria a constituir a marca mais característica do século XX. Demian é um brilhante retrato psicológico de alguém que rompe com as convenções sociais em busca da realização espiritual e do autoconhecimento. Influenciado pelas ideias de Carl Jung, fundador da psicologia analítica, mas também pela sabedoria oriental, Hesse interroga-se acerca da natureza humana, com as suas contradições e dualidades, e aborda muitos dos seus temas característicos, alguns dos quais haveria de retomar em Siddhartha. Romance cuja influência Thomas Mann comparou à de Werther de Goethe, Demian continua a marcar gerações de leitores, pois, como todas as obras-primas, a mensagem que contém é de perene interesse. O mais admirável êxito de Hesse e um dos mais importantes livros do século XX.

A Ratazana
Günter Grass

Livro Físico

Por ocasião do seu lançamento na Alemanha, A Ratazana deu origem a uma enorme polémica, tendo suscitado as opiniões mais extremas e apaixonadas. Era natural que assim sucedesse, tratando-se, como efetivamente se trata, de um romance a que não se pode ficar indiferente, e que alguns consideram já a mais radical das profecias sobre a iminente catástrofe do nosso século.
O livro conta-nos a história, ou histórias, do fim da era humana, e tem como um dos seus protagonistas uma ratazana, representante de uma espécie que pressente e sobrevive a todas as desgraças, abandona os navios que vão naufragar e nos acompanha desde que surgimos no planeta. Num incessante confronto com a voz glacial do rato, o autor luta por chegar ao fim das suas narrativas, na consciência de que talvez reste pouco tempo para serem contadas e ouvidas, uma vez que se aproxima o momento em que terão fim todas as histórias.

Assim Falou Zaratustra
Friedrich Nietzsche

Livro Físico

Falando através da voz de Zaratustra, Friedrich Nietzsche (1844-1900) clama: «Acordem, ó homens! Acordem para aquilo que eu, o porta-voz da vida, o porta-voz do sofrimento, vos digo!» e o que Nietzsche vem dizer é que a realidade não é racionalidade, mas vontade de poder. Na imagética de Assim Falava Zaratustra, o espírito, na sua vida sobre a terra, deixou de ser o camelo, que carrega, deixou de ser o leão, que reage violentamente e quebra amarras, e passou a ser a criança – a leveza da existência e o Sim à vida.

Devias Ter-te Ido Embora
Daniel Kehlmann

Livro Físico

Um escritor, a sua mulher e a filha de ambos, de 4 anos, alugam uma casa nos Alpes, mas alguma coisa não está bem. Ele trabalha arduamente na sequela do seu argumento cinematográfico mais famoso, mas repara que coisas estranhas se passam ali. As divisões da casa não estão no lugar onde deviam e começam a aparecer no seu caderno palavras que não foram escritas por si. Como foi que o mundo começou a perder o sentido? As próprias leis da física parecem ter sido subitamente suspensas. Um livro fascinante que desafia as fronteiras entre os mundos exterior e interior, o real e o imaginário, a lucidez e a loucura. O livro está a ser adaptado ao cinema, numa produção de Kevin Bacon, que terá o principal papel.

Já então a Raposa era o Caçador
Herta Müller

Livro Físico

Roménia nos últimos dias do regime de Ceausescu: amigos que se fizeram traidores, outros que desapareceram, provavelmente assassinados; ex-diretores tornam-se professores, fiéis de armazém tornam-se diretores. Numa atmosfera onde o medo e o horror são omnipresentes, a professora Adina, a operária fabril Clara e o músico Paul tentam sobreviver. Mesmo depois da queda do regime, a ameaça não se dissipa. A raposa continuou a ser o caçador. Herta Müller, uma das mais proeminentes autoras de língua alemã, combina o vigor imagético e a prosa rítmica numa singular abordagem do totalitarismo. Na fundamentação da Academia Sueca de Estocolmo, lê-se sobre a autora galardoada com o Prémio Nobel de Literatura de 2009 que «retrata, através da concentração da poesia e a franqueza da prosa, a paisagem dos desapossados».

Bestiário de Kafka
Franz Kafka

Livro Físico

Uma coleção de contos de um dos maiores nomes da literatura mundial, todos eles protagonizados por animais. De salientar que alguns destes contos são completamente inéditos em Portugal, a maior parte deles traduzidos pelo seu tradutor «de marca», Álvaro Gonçalves.

A Oeste Nada de Novo
Erich Maria Remarque

Livro Físico

Nas trincheiras, um a um, os rapazes começam a tombar em combate… Em 1914, um professor chauvinista incentiva uma turma de estudantes alemães – jovens e idealistas – a alistar-se para a “guerra gloriosa”. Todos o fazem, movidos pelo ardor e pelo patriotismo próprios da juventude. Mas o seu desencanto começa logo durante a recruta brutal. Mais tarde, ao embarcarem no comboio que os levará à frente de combate, veem com os próprios olhos as feridas terríveis sofridas sob o impacto das bombas e a metralha implacável. É o seu primeiro vislumbre da realidade da guerra. Não será o último.

Quando Hitler Roubou o Coelho Cor-de-Rosa
Judith Kerr

Livro Físico

Quando Hitler Roubou o Coelho Cor-de-Rosa é uma das obras mais lidas por jovens de todo o mundo. Considerada um clássico da literatura juvenil, e inspirada na vida da própria autora, fala-nos da Segunda Guerra Mundial numa nova perspetiva e até com algum humor. Vive-se o ano de 1933. Anna tem apenas nove anos e anda demasiado ocupada com a escola e com os amigos para reparar nos cartazes políticos espalhados pela cidade de Berlim com a suástica nazi e a fotografia de Adolf Hitler, o homem que muito em breve mudaria a face da Europa. Ser judeu, pensa ela, é apenas algo que somos porque os nossos pais e avós são judeus. Mas um dia o pai dela desaparece inexplicavelmente. E, pouco tempo depois, ela e o irmão, Max, são levados pela mãe com todo o sigilo para fora da Alemanha, deixando para trás a sua casa, os amigos e os amados brinquedos. Reunida na Suíça, a família de Anna embarca numa aventura que vai durar anos.

Contos Completos
Irmãos Grimm

Livro Físico

Os Contos da Infância e do Lar (Kinder- und Hausmärchen), de Jacob e Wilhelm Grimm, são a obra de língua alemã mais traduzida e editada no mundo. Publicada pela primeira vez em Berlim em 1812 e em 1815, foi crescendo em popularidade ao longo do século XIX, consagrando-se como um dos tesouros da cultura popular alemã e europeia. Os critérios de rigor e de fidelidade por que se regia e os valores nacionalistas em que assentava inspiraram projetos idênticos de recolha de contos orais um pouco por toda a Europa. A presente edição reúne os três volumes de Contos da Infância e do Lar e constitui a primeira tradução integral da obra em língua portuguesa. Compreende duzentos contos e respetivas notas, dez lendas religiosas infantis, um apêndice com outros vinte e oito contos não incluídos na última edição em vida dos autores (1856-1857), um conjunto de seis fragmentos de contos e um longo capítulo que inclui bibliografia relevante citada pelos autores nas suas notas e considerações gerais sobre diversas tradições nacionais, assim como uma reflexão final sobre a relação dos contos populares com a mitologia.

[Sinopses de wook.pt]

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s