A Cidade de Vapor – Carlos Ruiz Zafón

Wook.pt - A Cidade de Vapor

Livro Físico
Ebook

“Sempre invejei essa capacidade que algumas pessoas têm de esquecer, pessoas para as quais o passado é uma mudança de estação ou uns sapatos velhos que basta condenar ao fundo de um armário para que fiquem incapazes de refazer os passos perdidos. Eu tive o infortúnio de recordar tudo e de tudo, por sua vez, se recordar de mim.” (pág. 17)

“Barcelona era então vila e fortaleza embalada no regaço de um anfiteatro de montanhas povoadas por bandoleiros que se escondiam nas costas de um mar cor de vinho empapado em luz e infestado de piratas.” (pág. 5)

Carlos Ruiz Zafón, author of The Shadow of the Wind, dies aged 55 | Books |  The Guardian
Carlos Ruiz Zafón

Carlos Ruiz Zafón nasceu a 25 de setembro de 1964 em Barcelona e faleceu a 19 de junho de 2020 em Los Angeles. É um dos mais reconhecidos escritores espanhóis. Ganhou o prémio Edebé de literatura em 1993 com o romance O Principe da Névoa que vendeu mais de 150 mil exemplares em Espanha e o Prémio Correntes d’Escritas em 2006. Está traduzido em várias línguas.

A Cidade do Vapor é um conjunto de onze contos do autor publicados já depois da sua morte. São alguns contos inéditos e outros que ele já tinha publicado anteriormente, relacionados com a sua grande obra, O Cemitério dos Livros Esquecidos. É uma publicação que estava nos planos de Zafón e que agora saiu, em jeito de homenagem.

Eu li A Sombra do Vento no ano passado e adorei. Ler o resto dos livros desta série está nos meus planos a longo prazo, sem dúvida. Por isso, se eu me tivesse apercebido que os contos deste livro eram relacionados com esta obra, talvez não o tivesse lido já.

Não me interpretem mal, eu adorei este livro e os contos que ele contém. Mas acho que teria sido uma experiência muito melhor aproveitada se já conhecesse a obra do Cemitério dos Livros Esquecidos na íntegra. Assim, por vezes, pareceu-me que não entendia completamente tudo. Será, por isso, uma obra que planeio reler daqui a uns anos, quando terminar O Cemitério. Vai sem dúvida ser uma segunda leitura bastante diferente.

Ainda assim, é um livro que é possível ler sem conhecer as outras obras. Os contos são curtos e fluídos, as histórias marcantes e fora da caixa e desperta muito a curiosidade para ler tudo o que há mais deste autor. Eu adorei!

5*, recomendado!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s