O Leitor – Bernhard Schlink

O-Leitor

“Algo que existe em mim, seja lá o que for, age; algo que me faz ir ter com uma mulher que já não quero voltar a ver, que faz ao superior um reparo que me pode custar o emprego, que continua a fumar embora eu me tenha decidido deixar de fumar, e que deixa de fumar quando eu me resignei a ser um fumador para o resto dos meus dias. Não quero dizer que o pensamento e a decisão não tenham alguma influência na acção. Mas a acção não decorre só do que foi pensado e decidido antes. Surge de uma fonte própria, e é tão independente como o meu pensamento e as minhas decisões.”

“Quando hoje recordo esses anos, lembro-me de quão poucas imagens concretas tínhamos na realidade, quão poucas imagens que representassem a vida e o assassínio nos campos de concentração. De Auschwitz, conhecíamos o portão com a inscrição, as camas de madeira sobrepostas, os montes de cabelo e de óculos e de malas; de Birkenau, o edifício de entrada com a torre, as alas laterais e a estação do caminho de ferro; e de Bergen-Belsen, as pilhas de cadáveres que os aliados haviam descoberto e fotografado durante a libertação.”

 

Em O Leitor de Bernard Schlink conhecemos a história de Michael e Hanna. Quando se conhecem ele tem 15 anos, ela 36. Mas isso não os impede de se envolverem vorazmente. Um dia, numa reviravolta mais ou menos inesperada, Hanna desaparece. Muda-se sem avisar Michael. Ele havia de a voltar a ver anos mais tarde, quando é já um estudante de direito e ela uma das acusadas num processo relacionado com a II Grande Guerra Mundial.

Resultado de imagem para bernhard schlink

Este é mais um livro sobre a Segunda Guerra Mundial, mas não directamente sobre ela. Passa-se posteriormente, com personagens que a viveram e sobreviveram. É um livro sobre como a vida continua, sempre, uma vez após a outra, não importa o tamanho da desgraça que aconteça.

Ler este livro é quase como ver um filme francês. Não sei explicar o motivo. É a forma de escrita, a calma com que se passa toda a história, a ambientação, a filosofia que se encaracola em redor das personagens. Muito calmo, muito bonito.

A história é boa, a escrita também. Não posso dizer que as surpresas que existem nesta história me tenham surpreendido muito. Já estava um sempre um pouco à espera quando elas surgiam, até mesmo a última, que para mim foi a mais surpreendente. Ainda assim causa impacto, é algo como “Eu sabia, eu sabia que era isso”.

As personagens são boas, humanas, um pouco paradas. Em alguns momentos, gostava de ter sabido um pouco mais sobre elas, poder conhece-las melhor, entrar no seu mundo. Mas o autor nunca nos deixa conhecê-las mais profundamente e a sensação que dá é que é de propósito.

Um livro bom. Recomendado.

3/5*

Comprar O Leitor

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s